1/5

Zeladora brutal de sonhos MORTÍFEROS

POR DARE ARANTES

O espaço autobiográfico que o exercício da caixa me revelou remete ao poema "Tabacaria" da pessoa Fernando Pessoa, pois traz à tona desejos destinados a atender demandas que, de várias formas, entram e saem na minha vida e me faz doce, esperançosa, pessimista ou violenta. O texto abaixo descreve o que tenho pensado sobre a minha relação com os desejos e responsabilidades do mundo que, em muitos momentos, se confundem com os "meus".

DARE ARANTES

Arte Educadora e artista editora de fotografia e vídeo e criadora de garranjos figurativos, licenciada pela Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás e, na mesma Universidade, especialista em “história e narrativas audiovisuais”. Atuo em projetos artísticos sociais na perspectiva da educação popular ao produzir artigos científicos com vídeo etnografia, artes gráficas e vídeos didáticos para público adulto junto às cooperativas de catadores de materiais recicláveis integrantes do programa de extensão universitária de incubação de empreendimentos econômicos solidários da Incubadora Social da UFG/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

Art Educator and Photography and Video Artist and Figurative Garranjos, graduated by the Faculty of Visual Arts of the Federal University of Goiás and, in the same University, specialist in "History and audiovisual narratives". Acting in social artistic projects from the perspective of popular education for the production of scientific articles with video ethnography, graphic arts and didactic videos for the target audience in particular for the cooperatives of collectors of recyclable materials members of the program of university extension of incubation of social economic enterprises of the Sociais UFG / Pró-Rectory of Extension and Culture.

  • Instagram
  • ff883ef99d
  • 2iVxee6