1/7

FORÇA SEMPRE – O professor, o mundo nerd e o rock´n roll

POR FERNANDO MARTINS DOS SANTOS

Olhando para a caixa lembrei-me da primeira decisão que tomei sobre ela, por mais que tenha uma intenção autobiográfica não seguirei uma cronologia do meu nascimento até os dias de hoje, mas sim criar um espaço que me representa nos dias atuais.  Por isso, foram construídos três lados (momentos). O lado de fora representa o professor, isso independente da minha vontade é uma característica explicitamente exposta. Já o lado de dentro representa questões mais íntimas, de hábitos, sentimentos e preferências. E neste meio, tem a tampa que seria o ponto de convergência entre os dois, o ato de abrir e fechar a tampa (de exteriorizar ou não) seria aquilo que eu permito e quero que as pessoas vejam, por isso ela é uma mescla dos dois lados.

 

O professor de dezoito anos atrás não é exatamente o mesmo de hoje. O mundo é diferente. As relações são diferentes. Eu sou diferente. Hoje eu repenso e faço críticas do currículo que é imposto, pois ele é a reprodução de um pensamento eurocêntrico, que não liberta.

 

Mas e o mundo nerd e o rock. Ambas paixões também surgiram “Há muito tempo atrás...”. Resolvi focar esse lado nerd em dois aspectos nas Histórias em quadrinhos (HQ) dos X-Men e no Universo Star Wars, no rock me remeto a Legião Urbana.

 

Tanto os X-Men quanto Star Wars me faz pensar o mundo de hoje. Um mundo que não aceita as minorias, que defendem o seu massacre. No entanto não se deixam abater. Que os direitos são constantemente ameaçados. Um mundo que voltou a cultuar a violência e a falta de informação.                     

 

A minha banda de rock preferida sempre foi a Legião Urbana. Todos os dias eu escuto no mínimo uma música deles. Quando paro para pensar, eu tenho uma música da Legião para cada momento de minha vida. Da mais profunda tristeza ao êxtase da alegria.

 

Quando lembro-me do início da construção e da finalização do espaço autobiográfico, vejo que o professor, o nerd e o rockeiro, aparentemente se mostraram pessoas separadas, e às vezes eram. Mas hoje, vejo que se fundem cada vez mais e um se relaciona e depende do outro, o que torna-me o professor-nerd, o professor-rockeiro, o nerd-professor, rockeiro-professor... professor-nerd-rockeiro.  E como tal, e mais do que nunca, precisamos de FORÇA SEMPRE.

  • Facebook
  • Instagram
  • 2iVxee6

FERNANDO MARTINS DOS SANTOS

Doutorando em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG, na linha de pesquisa Fronteiras, Interculturalidades e Ensino de História. Possui Mestrado em Ciências Sociais e Humanidades pela Universidade Estadual de Goiás (2018) - UEG. Bacharel e Licenciado em História pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2006). Professor de História e História da Arte nas redes ensino particular em Goiânia. Seus estudos se concentram na arte goiana do século XIX com ênfase na arte de Veiga Valle. Atualmente estuda a recepção das obras de Veiga Valle no processo da Cidade de Goiás como Patrimônio Histórico e Cultural Mundial.

Doctorate in History from the Federal University of Goiás (UFG), in the line of Frontiers, Interculturalities and History Teaching research, with a Master's Degree in Social Sciences and Humanities from the State University of Goiás (2018) - UEG. Bachelor of History from Pontifical Catholic University of Goiás (2006).  Teacher of History and History of Art in private education in Goiânia. His studies focus on nineteenth-century Goiás' arts with an emphasis on the art of Veiga Valle. He is currently studying the reception of the works of Veiga Valle in the process of the Cidade de Goiás as World Heritage and Cultural Heritage.